Blog    
Início | Login
Entenda o que é o Aptoide, a alternativa mais polêmica ao Google Play   0 2
Nem só de Google Play vive o Android. Existem centenas de opções para quem deseja fugir do quintal do Google e se aventurar em outras lojas de aplicativos, aproveitando a abertura que o sistema operacional proporciona. Dentre as opções, uma delas chama a atenção pelo funcionamento peculiar: a Aptoide.

Disponível como um aplicativo que pode ser baixado no celular a partir do seu navegador, a loja conta com centenas de milhares de aplicativos (segundo a página inicial, são mais de 700 mil), com mais de 4 bilhões de downloads. Mas como funciona esse serviço?

De um modo simples, o Aptoide funciona graças à sua comunidade. A loja permite que qualquer um publique APKs de aplicativos, que podem ser extraídos de seus próprios celulares. Desta forma, a loja também se notabiliza pela quantidade de conteúdo pirata publicado pelos usuários e também pelo material fraudulento com o intuito de enganar usuários para infectar celulares.

A loja, no entanto, afirma ter filtros para fazer a varredura do que é publicado na plataforma, de forma a evitar o espalhamento de aplicativos maliciosos que infectem os usuários. O sistema de comentários também vem a calhar para identificar se um aplicativo é cilada ou não. Segundo o Aptoide, há um sistema de seis etapas entre o envio e a publicação de um app que envolve:

o upload do app;
um período de espera;
a análise por seis antivírus;
a validação de assinatura em comparação com outra loja;
a filtragem e classificação por meio do “motor anti-malware”;
a publicação do app para download.

Em relação à pirataria, por ser uma loja mantida com conteúdo publicado pelos usuários, os responsáveis se defendem afirmando que não podem controlar o que as pessoas publicam, mas que estão de acordo com o DMCA. Em entrevista ao site Mobile Time, o diretor de operações Álvaro Pinto diz que, se algum desenvolvedor se sentir lesado pela publicação de algum app no Aptoide, basta contatar a loja para que a remoção seja executada.

Isso não significa que todo o conteúdo do Aptoide seja irregular. A loja abre espaço para aplicativos que não seriam publicados no Google Play por ferir os termos da plataforma. Além disso, a loja permite driblar restrições de bloqueio geográfico para aplicativos, embora o APKMirror seja uma plataforma melhor para esse tipo de uso.

Mas o que o Google pensa sobre isso? A empresa abre espaço para a possibilidade de instalação de lojas de terceiros e downloads de fontes desconhecidas, mas não recomenda a prática.

"O Google recomenda que os donos de celulares Android só façam downloads de apps pelo Google Play. Antes de aparecerem no Google Play, todos os apps Android passam por testes de segurança rigorosos. Nós verificamos todos os desenvolvedores de apps no Google Play e suspendemos aqueles que violam nossas políticas. Então, mesmo antes de fazer o download de um app, você sabe que ele foi verificado e aprovado”, afirma a companhia.

Fonte: olhar digital
Postado por Dwkeka
Segunda, 18 de Setembro de 2017
Comentários
Pesquisar no blog:    
   home | blog | english
wapbrasil.net™