Blog    
Início | Login
Windows Phones vão voltar? Presidente da Microsoft comenta possibilidade   0 2
Satya Nadella, presidente global da Microsoft, está lançando nos Estados Unidos seu primeiro livro, "Hit Refresh", uma autobiografia que passa por sua origem na Índia e pelos seus três anos à frente da gigante de tecnologia, cargo ao qual foi nomeado por Bill Gates para substituir Steve Ballmer.

Em entrevista à agência de notícias Bloomberg, o CEO falou sobre a estratégia atual da Microsoft, o futuro da empresa, sua relação com o governo dos EUA e sua carreira na companhia. Um assunto que não poderia faltar, é claro, foi Windows Phone.

O último smartphone lançado pela Microsoft foi o Lumia 950, que chegou ao mercado em 2015. Desde então, a empresa deixou de oferecer suporte ao Windows Phone 8.1, versão do software que mais tinha instalações no ecossistema, enquanto cada vez menos apps ganham updates para o sistema operacional da Microsoft.

É praticamente certo que, por ora, a Microsoft desistiu do mercado de smartphones. Mas será que a companhia vai lançar um novo aparelho no futuro? Satya Nadella respondeu: "Neste ponto, o que é preciso é que nós não nos tornemos obcecados por categorias que já são bem servidas. Pelo menos sob as regras atuais".

"Alan Kay disse que, se você leva a sério software, você faz seu próprio hardware", disse Nadella, em referência ao criador da linguagem de programação Smalltalk e pioneiro da programação orientada a objetos. "Em parte, concordo com isso. Nós sempre vamos investir em hardware para criar novas categorias."

Portanto, Nadella se recusa a dizer que sim ou que não à pergunta sobre lançar um novo celular. Mas diz que a Microsoft está de olho no que será o "celular do futuro", e cita o HoloLens, visor de realidade mista da empresa, como exemplo de como a tecnologia móvel está mudando e deve mudar ainda mais no futuro.

"O que é considerado um telefone hoje será bem diferente no futuro", diz o executivo. "A Microsoft sempre estará no negócio de computação ponta-a-ponta, mas nosso objetivo é inventar categorias e reinventar categorias."

Windows para PC

O executivo também comentou na entrevista a posição de importância que a plataforma Windows ocupa dentro da Microsoft. Vale lembrar que o mercado de PCs vem encolhendo cada vez mais ano a ano, segundo pesquisas da IDC e da Gartner, enquanto os negócios da Microsoft se diversificam em nuvem (com a Azure) e aplicações para outras plataformas (com o Office), por exemplo.

Nadella garante que o Windows continua sendo um produto importante para a Microsoft e revela que o sistema tem cerca de 1 bilhão de usuários no mundo todo, sendo que 300 milhões de PCs ativaram o software da empresa só no ano passado. O CEO diz que Windows segue como uma parte importante dos negócios da companhia, mas frisa: "Não é a única parte".

Fonte: olhar digital
Postado por Dwkeka
Sexta, 29 de Setembro de 2017
Comentários
Pesquisar no blog:    
   home | blog | english
wapbrasil.net™