Blog    
Início | Login
Luminária com 'Li-Fi' consegue transmitir internet pela luz   0 17
Há algum tempo, empresas e pesquisadores vêm experimentando novas formas de transmitir acesso à internet, e uma delas é o chamado "Li-Fi" - internet por meio da luz. O MyLiFi é um dos primeiros produtos a trazer essa tecnologia para as mãos do consumidor.

Trata-se de uma luminária que, como o nome sugere, transmite internet por meio da luz. Ou, pelo menos, é o que promete a startup Oledcomm, que produz o dispositivo, e que lançou uma campanha de financiamento coletivo no Indiegogo para transformar o projeto em realidade.

O The Verge teve acesso ao MyLiFi durante a CES 2018, maior feira de tecnologia do mundo, realizada nesta semana nos EUA. E o que eles descobriram é que a luminária não é tão mágica quanto a descrição faz parecer.

Como o Li-Fi ainda não é um padrão certificado, não existem computadores ou celulares capazes de se conectar à internet só por meio da luz. Para o MyLiFi funcionar, portanto, é preciso conectá-lo a um adaptador sem fio que, por sua vez, se conecta à porta USB de um PC.

Outro ponto questionável tem a ver com a fonte da internet. O acesso não vem exatamente da lâmpada da luminária, mas sim de um disparador de luz infravermelha, que é invisível ao olho humano, e que fica no centro dela. Ou seja, a internet funciona mesmo com a lâmpada apagada.

Outra desvantagem está no fato de que o produto custa US$ 840 e só vem com um adaptador, de modo que só um dispositivo pode ter acesso à internet por vez. E, para completar: a conexão do MyLiFi depende de um cabo de rede tradicional conectado à luminária em primeiro lugar.

Ou seja, você que já tem um cabo ethernet saindo do modem precisa ligar esse cabo à luminária e depois rotear essa internet a um adaptador USB, para só assim ter acesso à internet. A parte Li-Fi do produto é praticamente imperceptível se você não tem um dispositivo com suporte à internet por luz.

Quais são as vantagens? Segundo a Oledcomm, o Li-Fi é mais seguro porque, ao contrário do Wi-Fi, ele não atravessa paredes e não pode ser "roubado" por um vizinho folgado, por exemplo. A óvia desvantagem é que o PC precisa estar próximo o bastante da luz infravermelha para se conectar à web.

O plano da Oledcomm é popularizar "roteadores Li-Fi" como esta luminária de modo que o padrão seja mais bem aceito pela indústria, até que cabos e adaptadores não sejam mais necessários. A startup quer arrecadar US$ 50 mil para produzir o MyLiFi em massa.

Fonte: olhar digital
Postado por Dwkeka
Segunda, 8 de Janeiro de 2018
Comentários
Pesquisar no blog:    
   home | blog | english
wapbrasil.net™